19, November de 2022

Uma matéria especial TV Anhanguera trouxe um cenário sobre o uso de energia solar em Goiás, que emprega mais de 20 mil pessoas e, nos últimos 10 anos, já movimentou mais de R$ 3,6 bilhões no Estado. Na reportagem, a Usina Fotovoltaica da Universidade Evangélica de Goiás esteve em evidência. Em funcionamento há três anos, essa estrutura funciona como estacionamento para mais de 700 veículos, fornece energia limpa para o campus e ainda abriga diversas atividades de ensino e pesquisa da graduação e pós-graduação.

“O benefício disso é que a gente utiliza dentro da universidade 60% desse valor (de energia produzida) e 40% é jogado na rede e a ENEL (concessionária de energia) utiliza como ela bem entende dentro da administração dela”, destacou o professor Joaquim Orlando Parada, coordenador dos cursos de Engenharia Civil, Elétrica e Mecânica da UniEVANGÉLICA. A quantidade de energia limpa que é disponibilizada para a rede elétrica estadual é suficiente para abastecer 1500 casas populares. Assista à matéria completa clicando na imagem abaixo.

Conheça

No dia 4 de outubro de 2019, a Associação Educativa Evangélica – AEE – inaugurava na Universidade Evangélica de Goiás - UniEVANGÉLICA, até então Centro Universitário de Anápolis, um dos maiores estacionamentos solares do país. Localizada dentro da instituição, o local funciona como uma usina fotovoltaica e contribui com a auto sustentabilidade do consumo de energia no campus universitário. Também abriga diversos estudos de graduação e pós-graduação. Desde que foi instalada, a usina se tornou um ambiente de pesquisa e de ensino aprendizagem para a comunidade acadêmica.

Para se ter uma ideia da importância do estacionamento solar, desde sua inauguração, a usina gerou 3.159.473 kWh, é energia suficiente para o consumo de 1.500 residências médias brasileiras por 1 ano. Do ponto de vista ambiental, é como se 1.700 carros deixassem de emitir poluentes por 1 mês. "Com a implantação do estacionamento solar, a AEE, mantenedora da UniEVANGÉLICA, deu um salto em suas ações de ESG e integração dos ODS à sua estratégia", declara Lúcio Boggian, Diretor Administrativo da AEE e coordenador do projeto da usina fotovoltaica.

O estacionamento tem capacidade para 700 veículos e é utilizado por estudantes e colaboradores da UniEVANGÉLICA. O dia da inauguração foi memorável para a universidade e para a comunidade, que prestigiou o momento. Autoridades como o Governador do Estado, Ronaldo Caiado, o Prefeito de Anápolis, Roberto Naves e representantes da ENEL, atual concessionária de energia de Goiás, estiveram presentes.

"Para que a usina fosse viabilizada, a AEE participou de um edital da ENEL para a escolha de projetos de eficiência energética. Nosso projeto foi aprovado em 1º lugar. O investimento do projeto foi de cerca de R$ 8 milhões e contemplava ainda a construção do um Laboratório de Eficiência Energética Fotovoltaica – LEEFoto – linkado na usina. A iniciativa atendia a uma diretriz da Agência Nacional de Energia Elétrica para investimento das concessionárias nesse tipo de projeto", explica Lúcio Boggian.

O Reitor Carlos Hassel Mendes destaca os aspectos educacionais da proposta: "ter uma usina fotovoltaica dentro da UniEVANGÉLICA significa ampliar os horizontes de nossos estudantes, em especial aqueles da área de meio ambiente, engenharia e diversos outros ramos do conhecimento que são importantes para as pesquisas relacionadas à sustentabilidade. A instituição é orgulhosa do estacionamento solar, um projeto que está entre os maiores do país".

O Presidente da Associação Educativa Evangélica, Augusto César Rocha Ventura, evidencia que "a usina é campo de estudo para os mestrados e doutorados institucionais, além de beneficiar acadêmicos da graduação e ainda estudantes dos colégios mantidos. É necessário destacar ainda que o estacionamento solar é utilizado em estudos realizados por pesquisadores de todas as instituições mantidas da AEE".

Cristiane Bernardes, Pró-Reitora Acadêmica, pontua que "possuir um laboratório de eficiência energética vinculado a uma usina fotovoltaica é o sonho de muitas instituições de ensino superior. Com certeza é um privilégio. A UniEVANGÉLICA se coloca na vanguarda dos estudos em sustentabilidade".

Sandro Dutra e Silva, Pró-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária da UniEVANGÉLICA, menciona que, desde a inauguração da usina, as pesquisas institucionais deram um salto. "Observamos um crescente interesse de outras instituições, nacionais e internacionais, em parcerias com Universidade Evangélica de Goiás. Com certeza, o estacionamento solar foi um marco no Brasil", declara.

Projeto

A Usina Fotovoltaica Urbana da UniEVANGÉLICA contribui para diversas iniciativas da instituição, dentre elas:

Missão institucional: Com a execução desse importante projeto, a Associação Educativa Evangélica mais uma vez se consolida no cumprimento de sua Missão, Visão e Valores, norteados pela promoção do conhecimento com excelência. Nas pesquisas, ações de extensão, produção de conhecimento e demais atividades, a instituição busca a formação a formação de cidadãos comprometidos com o desenvolvimento sustentável, sempre visando e valorizando os princípios éticos, morais e cristãos.

Educação: A usina é utilizada como ambiente de pesquisa aplicada na área de produção e fornecimento de energias renováveis. Também como ambiente de visitação para visualização das tecnologias instaladas. Projetos de graduação, mestrado e doutorado da UniEVANGÉLICA já estão sendo desenvolvidos a partir da usina.

Práticas ambientais, sociais e de governança: Além da geração de energia limpa, na primeira fase do projeto, atendendo às normas do programa, foi realizada a troca de todas as lâmpadas convencionais do campus por lâmpadas de LED. Essas ações estão alinhadas com os objetivos de desenvolvimento sustentável da instituição.

Aspectos técnicos – Usina Fotovoltaica Urbana da UniEVANGÉLICA

  • Aproximadamente R$ 5 milhões investidos
  • 2,9 mil placas solares em uma área de 5.630m²
  • Energia de auto geração: 2.463,80 MWh/ano