04, August de 2020

O Governo de Goiás deu destaque ao projeto da UniEVANGÉLICA que tem como objetivo comprovar a eficácia do tratamento de reabilitação pulmonar em pacientes que sofreram casos graves de Covid-19. O estudo “Programa de Reabilitação Pulmonar Ambulatorial e Domiciliar Covid-19”, coordenado pelo nosso professor e pesquisador Luís Vicente Franco de Oliveira, terá recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) de R$ 141.578.05 para sua execução.

Conheça o projeto!
O projeto de pesquisa propõe um estudo clínico a ser realizados entre portadores de sequelas pulmonares de Covid-19 e de outras doenças pulmonares que procurem por atendimento nos serviços de atendimento em pneumologia e/ou clínica médica, municipais e estaduais de Anápolis e região administrativa de saúde.
De acordo com o coordenador do projeto, professor e pesquisador Luís Vicente Franco de Oliveira, o tratamento clínico intensivo a que são submetidos os pacientes da forma grave da Covid-19, incluindo ventilação mecânica invasiva (VMI) prolongada, sedação e uso de agentes bloqueadores neuromusculares, pode levar à Síndrome Pós-Terapia Intensiva (SPTI).
Segundo o pesquisador, muitos pacientes sobreviventes de doenças críticas apresentam um considerável comprometimento funcional devido à fraqueza muscular adquirida na UTI, o que acaba corroborando para o aumento da morbimortalidade. “A fisioterapia, com certeza, será benéfica e terá um papel fundamental no tratamento respiratório e na reabilitação física de pacientes com Covid-19, seja na intervenção com exercícios, mobilização e reabilitação respiratória tanto na fase aguda quanto na fase pós-alta hospitalar para promover a rápida recuperação funcional e melhor qualidade de vida”, avalia.

Atendimento via chat
Atendimento via chat