23, May de 2022

A Festa da Colheita na Fazenda Betel simboliza bem mais que a época da colheita do milho na região. É o símbolo de como os projetos realizados tem marcado a comunidade acadêmica e a comunidade local.

Diretores de mantidas, coordenadores de cursos, professores e integrantes do Grupo Integração da Capelania Institucional participaram de uma manhã na fazenda, com comida típica e música e palavra trazidas pelo teólogo e músico Vitor Quevedo.

Os participantes foram recebidos pelo Pró-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária, Prof. Dr. Sandro Dutra. “É uma alegria receber todos vocês nesta festa realizada pela nossa mantenedora, a Associação Educativa Evangélica. Essa festa tem um valor simbólico muito grande, porque além de celebrar a colheita do milho, celebramos nossos projetos experimentais hoje aqui representados pelos cursos de Agronomia, Ciências Biológicas, Medicina Veterinária e todos que ajudaram a transformar esse lugar num centro de pesquisa, de conhecimento e tantos outros projetos importantes”, disse.

Representando a Associação Educativa Evangélica, o Presidente da FUNEV, Dr. Cicílio Alves de Moraes também falou sobre a importância dos projetos. “Estamos nesta região há cerca de oito anos. Viemos com sonhos, os sonhos vão se realizando e ficando cada vez melhor. Nós temos ideias sonhadoras, mas para acontecer é preciso que alguém coloque a mão na massa. E o Prof. Sandro tem feito isso. Nós temos essa área experimental, onde fazemos experimentos. Isso é muito bom, mas precisa ser mais que isso. Aqui oferecemos educação de qualidade para crianças que não teriam condição de receber. Elas recebem educação evangélica e nossa sociedade assim é desenvolvida. Esse é nosso papel, oferecer qualidade à sociedade”, disse.

Os projetos foram apresentados a todos os participantes e houve um momento de reflexão com o Capelão Institucional, Pr. Heliel Gomes de Carvalho.

O Diretor Administrativo também elogiou as iniciativas mantidas naquela região. “Quando vemos relatos dessas crianças e famílias, vimos que isso não tem preço. Porque vidas têm sido transformadas. Temos outros projetos também. São muitos projetos acontecendo neste lugar”, concluiu.