19, December de 2019

UniEVANGÉLICA é nota 4 na avaliação do MEC

Centro Universitário de Anápolis disputa com UFG e IFG posição de melhor instituição de ensino superior do Estado*

*IES com mais de 20 cursos avaliados

19.12.2019

Pontuação da instituição no Índice Geral de Cursos (IGC) foi 4 e colocou o Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA como uma das melhores de Goiás, entre as grandes do Estado. Em Anápolis, ficou com a melhor nota entre todas as avaliadas.

O foco em modernidade, a aplicação de novas metodologias e a qualificação do corpo docente, associados a investimentos em pesquisa, ampliação dos cursos oferecidos e contínua melhoria da infraestrutura representam alguns dos motivos que levaram o Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA a receber posição de destaque.

A instituição recebeu nota 4 no índice avaliado pelo MEC. Segundo o Ministério da Educação, o índice IGC "é construído com base numa média ponderada das notas dos cursos de graduação e pós-graduação de cada instituição. Assim, sintetiza num único indicador a qualidade de todos os cursos de graduação, mestrado e doutorado da mesma instituição de ensino. O IGC é divulgado anualmente pelo Inep/MEC, imediatamente após a divulgação dos resultados do Enade".

Dentre as 20.052 instituições avaliadas - foram 23.228 cursos e 4.356 programas Stricto sensu no total -, pouco mais de 20% das instituições de ensino superior do país alcançaram o índice de excelência (nota 4 e 5). A maioria das IESs, 1306 instituições (63%), ficou com conceito satisfatório (nota 3); 259 (12,6%) obtiveram nota 2 e sete instituições (0,3%) estão na faixa 1.

Conquista

De acordo com o Reitor da UniEVANGÉLICA, Carlos Hassel Mendes, o resultado do IGC é fruto do trabalho realizado pela mantenedora da instituição, a Associação Educativa Evangélica, que não mediu esforços para que o Centro Universitário de Anápolis chegasse a esse nível de excelência, oferecendo mais de 35 cursos de graduação, 2 Doutorados e 4 Mestrados, todos devidamente autorizados pelo MEC e CAPES.

O programa de Doutorado em Ciências Ambientais já completou 1 ano e estão abertas as inscrições para a 1ª turma do doutorado em Ciências do Movimento e Reabilitação. Essa conquista da instituição, já aprovada pelo Ministério da Educação e publicada no Diário Oficial da União, é uma oportunidade para educadores físicos, fisioterapeutas, médicos e demais profissionais da saúde que querem aprimorar os conhecimentos em suas áreas de estudo. A IES oferta ainda os programas de Mestrado em Ciências do Movimento, Mestrado em Odontologia, Mestrado em Ciências Ambientais e Mestrado Profissional em Ciências Farmacêuticas.

Universidade

Em busca constante de melhoria da instituição, a Associação Educativa Evangélica, mantenedora da UniEVANGÉLICA, está investindo na expansão do Centro Universitário de Anápolis, que em breve deverá se tornar uma universidade, um sonho que está prestes a ser realizado. A Universidade Unievangélica de Goiás deverá se concretizar em breve.

“Esse foi um sonho dos nossos fundadores, em 1947, quando eles fundaram a Associação Educativa Evangélica, ano em que o Colégio Couto Magalhães foi incorporado e o Colégio Alvaro de Melo, localizado em Ceres, foi criado. Eles já pensavam em universidade. Nós estamos devendo isso a eles, aos nossos visionários fundadores”, reconhece o Reitor Carlos Hassel Mendes.

Conforme afirmou, “esse é um momento histórico nesses 72 anos para toda a comunidade acadêmica”. “O sonho, o desafio está diante de nós”, evidenciou ainda.

Entendo o Índice geral de curso – ICG

O IGC é o indicador que avalia a instituição. Fazem parte do cálculo do IGC: a média dos CPCs do último triênio do Enade (2016, 2017 e 2018) relativos aos cursos avaliados da instituição; a média dos conceitos de avaliação dos programas de mestrado e doutorado atribuídos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), vinculada ao MEC, na última avaliação trienal disponível; e a distribuição dos estudantes entre os diferentes níveis de ensino, graduação ou pós-graduação stricto sensu.

Na edição 2018, 2.052 instituições têm indicadores divulgados, em valores que vão de 1 a 5. O IGC 2018 levou em conta, nos cálculos, o CPC de 23.228 cursos, além de 4.356 programas stricto sensu da CAPES 2018. Na faixa 3, estão 1.306 instituições (63,6%); na faixa 4, encontram-se 438 (21,3%); na faixa 5, 42 (2%); na faixa 2, são 259 instituições (12,6%) e 7 instituições (0,3%) estão na faixa 1.

O Conceito Enade e o IDD (Indicador de Diferença entre os Desempenhos), divulgados em 4 de outubro pelo Inep e pelo Ministério da Educação (MEC), junto com o CPC e o IGC, constituem os Indicadores de Qualidade da Educação Superior. O Conceito Enade avalia os cursos de graduação a partir dos resultados obtidos pelos estudantes no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). O indicador é divulgado anualmente para os cursos em que pelo menos dois estudantes concluintes participaram do exame. Já o IDD (Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado) mede o valor agregado pelo curso em relação ao desenvolvimento dos estudantes concluintes. Os indicadores de qualidade mantêm relação direta com o ciclo avaliativo do Enade.

Fonte: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira

O resultado do Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA demonstra a força da instituição e qualidade do ensino oferecido. Além de ser uma instuição que preza pelos princípios cristãos, oferece ensino de qualidade nas mais diversas áreas do conhecimento.

História

O Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA foi credenciado em 2004. Antes disso, a instituição se chamava Faculdades Integradas da Associação Educativa Evangélica (1993) que, por sua vez, congregava quatro instituições isoladas, todas mantidas pela Associação Educativa Evangélica: a Faculdade de Filosofia Bernardo Sayão (1961), a Faculdade de Direito de Anápolis (1969), a Faculdade de Odontologia João Prudente (1971) e a Faculdade de Filosofia do Vale de São Patrício (1976).

No ensino superior, trata-se da maior e mais antiga instituição de ensino mantida pela Associação Educativa Evangélica (AEE), e abriga os três primeiros cursos de graduação do interior goiano: Pedagogia, iniciado em 1961, Direito, iniciado em 1969, e Odontologia, iniciado em 1971. É referência no cenário educacional regional, tanto pela qualidade do ensino quanto pela posição geográfica estratégica, atraindo alunos não só da região Centro-Oeste, mas de todas as regiões do país.

Atualmente, oferece 25 cursos de graduação em funcionamento, sendo 17 bacharelados, 1 licenciaturas e 7 tecnológicos, além de 61 cursos de pós-graduação lato sensu e um Mestrado institucional.

Linha do Tempo

· 1932 - Colégio Couto Magalhães é fundado em Anápolis, Goiás

· 1947 - A Associação Educativa Evangélica é fundada por um grupo de cristãos. Neste mesmo ano, foi criado também o Colégio Álvaro de Melo, em Ceres, mantido até hoje pela AEE

· 1961 - A Faculdade de Filosofia Bernardo Sayão é fundada

· 1969 - A Faculdade de Direito de Anápolis é fundada

· 1971 - A Faculdade de Odontologia João Prudente é fundada

· 1976 - A Faculdade de Filosofia do Vale do São Patrício é fundada

· O Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA sucedeu as Faculdades Integradas da Associação Educativa Evangélica, criadas em 1995

· 2004 - UniEVANGÉLICA é credenciada como Centro Universitário pelo Ministério da Educação

· Faculdade Raízes é adquirida

· 2005 - Faculdade Evangélica de Goianésia é fundada

Atendimento via chat
Atendimento via chat