02, September de 2020

 

O Centro Universitário de Anápolis, que oferece quatro mestrados e dois doutorados em seu rol de cursos, já é referência na produção de conhecimento em toda a região centro-oeste e caminha para fortalecer seu setor de inovação tecnológica. Em uma aproximação histórica com o setor produtivo goiano, a instituição faz parte do grupo Aliança pela Inovação, composto por diversas entidades produtivas do Estado de Goiás que busca aliar o conhecimento acadêmico aos mais diversos setores da economia.

Recentemente, o presidente do Conselho Temático de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (CDTI) da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG), Heribaldo Egídio, esteve no Centro Universitário para apresentar projetos e demais ações do Aliança pela Inovação. Além dessa parceria, a UniEVANGÉLICA já contribui com diversas empresas e entidades que buscam na tecnologia uma forma de alavancar a produção de conhecimento.

Há alguns dias, o reitor Carlos Hassel Mendes participou da inauguração do Centro de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia (CEITec), localizado no Parque Ipiranga, que vai oferecer estrutura e suporte para abertura e atração de empresas, startups, aceleradoras de empresas, centros de inovação das instituições universitárias, capacitação profissional e políticas de incentivo à tecnologia e inovação.

"O modelo de desenvolvimento do setor produtivo exige parcerias entre o mundo acadêmicos e as mais diversas frentes de trabalho, com o objetivo de ampliar o acesso às novas tecnologias que farão a diferença na aceleração dos processos produtivos. A UniEVANGÉLICA será sempre parceira de primeira hora nessas ações", ressaltou Carlos Hassel.

Durante o encontro realizado na UniEVANGÉLICA, nesta terça-feira (18), o presidente do Conselho Temático de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG), Heribaldo Egídio, explicou as iniciativas do movimento Aliança pela Inovação, que já possui 42 organizações participantes. Participaram ainda do evento o 1º Tesoureiro da Associação Educativa Evangélica, Dr. Augusto César Rocha Ventura, a pró-reitora acadêmica, Professora Dra. Cristiane Martins Rodrigues Bernardes, o A Pró-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária (ProPPE), Professor Dr. Sandro Dutra e Silva e representantes do setor produtivo goiano.

"É uma parceria que tem tudo para ser interessante, construtiva, apoiando esse importante segmento industrial da nossa economia. Anápolis é muito importante nesse contexto", ressaltou Heribaldo Egídio. "De todo o consumo nacional de medicamentos que hoje está em todos os rincões do nosso país, praticamente 30% dos medicamentos que atendem à população brasileira saem aqui do nosso DAIA (Distrito Agroindustrial de Anápolis)", exemplificou sobre como a iniciativa do movimento pode levar Goiás à vanguarda da ciência, tecnologia e inovação", acrescentou.

O presidente do CDTI-FIEG ainda exaltou a parceria com a UniEVANGÉLICA no movimento Aliança pela Inovação. Para Heribaldo, a instituição contribuirá para ações que visem o aumento da competitividade, produtividade e menor custo operacional do setor produtivo. "É investimento necessário e oportuno", pontuou. Destaca também que as empresas e organizações precisam se preparar para o "pós-covid".

UniEVANGÉLICA na vanguarda da inovação

O reitor Carlos Hassel Mendes destacou a importância do que chamou de "caminho da inovação" e evidenciou que a UniEVANGÉLICA "está aberta" para trilhar essa via do conhecimento.

"Estamos fazendo acontecer isso internamente, nos meios acadêmicos, com os nossos programas de mestrado e doutorado e é fundamental essa interação, interagirmos junto ao setor produtivo para que, juntos, possamos alavancar a inovação e a tecnologia do nosso Estado. Os desafios são enormes, o momento econômico é um momento difícil, mas não é o momento de ficar parado. É o momento de agir", ressaltou ainda Carlos Hassel Mendes, reitor do Centro Universitário de Anápolis, UniEVANGÉLICA.

Atendimento via chat
Atendimento via chat